• Black Facebook Icon
  • Instagram Social Icon

história/ conceito

Nunca se tem falado tanto em desenvolvimento sustentável como nos dias de hoje. Afinal o que vem a ser sustentabilidade? Qual a sua implicação em nossas vidas? Será que estamos vivendo uma era de transformações na maneira de pensar o comportamento da humanidade diante da utilização dos recursos naturais? A sustentabilidade é um conceito sistêmico relacionado à continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana, formatado na década de 1970. Segundo a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CMMAD) da Organização das Nações Unidas, “desenvolvimento sustentável é aquele que atende às necessidades presentes sem comprometer a possibilidade de que as gerações futuras satisfaçam às suas próprias necessidades.” No plano das ações que compete a nós cidadãos, somos responsáveis em incorporar tal conceito em nossos hábitos diários. Pequenas atitudes implicam resultados consideráveis. O combate à cultura do desperdício, com a qual convivemos há algumas dezenas de anos, deve ser imperativamente abolida do nosso cotidiano. Cabe à presente geração pensar em alternativas de consumo responsáveis, visando a minimização na exploração dos recursos naturais e a melhoria da qualidade de vida.

 

Fundada em 2010, a proposta da o3L Arquitetura fomenta a mudança do comportamento humano diante da cultura do desperdício, visando a melhoria da qualidade de vida coletiva e sua relação com o meio ambiente. Numa era onde os valores culturais locais são negligenciados, buscamos através de uma leitura das tradições, a reapropriação de certos elementos que podem contribuir para uma relação sustentável entre o indivíduo e seu entorno. No campo da construção contemporânea compromete-se utilizar os materiais disponíveis e que visem a minimização de impacto ao meio ambiente, valendo-se das técnicas tradicionais trabalhadas numa linguagem arquitetônica contemporânea.

equipe

A o3L Arquitetura conta com a coordenação dos arquitetos e urbanistas Daniel Martins da Costa Quintão e Frederico de Sá Senna Prates, ambos com formação específica na área de patrimônio, diplomados pela Escola de Arquitetura do Instituto Izabela Hendrix no ano de 2003, em Belo Horizonte/ MG.

 

Daniel Quintão especializou-se em Arquitetura de Terra pela École Nationale Supérieure d’Architecture de Grenoble e Laboratório CRATerre, França.

 

Frederico Prates especializou-se em História da Cultura e da Arte pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG.

Participações em festivais, seminários e workshops:

Ao longo dos últimos anos, participamos ativamente de encontros que promovem a valorização das tecnologias construtivas tradicionais de baixo impacto ambiental, em especial aquelas relacionadas a arquitetura de terra. A convite do governo argelino, integramos a equipe de profissionais responsáveis por conduzir oficinas experimentais de confecção de adobes e de paredes em taipa de pilão, ao longo de três edições do festival. O evento faz parte de uma estratégia do Ministério da Cultura daquele país, visando à reabilitação da imagem das arquiteturas de terra e sua importância como elemento fundamental na conservação do patrimônio histórico e afirmação da identidade nacional. Para tanto, foi criado, dentro do organismo federal, o Centre Algérien du Patrimoine Bâti en terre – CAPTerre, através do qual foi institucionalizado a realização anual do festival.

 

Ainda dentro desta perspectiva de formações e sensibilizações comunitárias, registramos nossa participação na 3ª edição do festival Full Immersion Nella Terra, no ano de 2018, na Villa San Pietro, localizada na ilha italiana da Sardenha, a convite da cátedra Unesco Arquitetura de Terra, Cultura Construtiva e Desenvolvimento Sustentável, associada à Universitá degli Studi di Cagliari. Na ocasião, realizamos, em conjunto com outros profissionais arquitetos, uma obra experimental de restauração numa casa do centro histórico do vilarejo. Nossa equipe, em especial, ficou a cargo das oficinas de adobes e pau-a-pique. Foram abordadas as técnicas da taipa de pilão, pau-a-pique e adobes, além dos rebocos e pinturas de acabamento.

Participação em Congressos: 

 

Participamos ativamente de congressos, através dos quais apresentamos e publicamos artigos científicos. Destaque aos congressos realizados no Brasil, no âmbito do patrimônio cultural e da construção em Terra. 1º Colóquio Ibero-Americano: paisagem cultural, patrimônio e projeto. Desafios e perspectivas, realizado no ano de 2010 na cidade de Belo Horizonte, pelo Mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável da UFMG, e o Congresso Terra Brasil 2010: III Congresso de Arquitetura e Construção com Terra no Brasil, realizado na Cidade de Campo Grande/MS, promovido pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Na esfera internacional sublinhamos a participação presencial e apresentação de artigo no Congresso Mundial Terra 2016, realizado em Lyon, na França, organizado pelo CRAterre, sob a chancela ICOMOS e UNESCO.

 

Publicações e Parcerias institucionais: 

Review Slow Living

Novos olhares, vivências transformadoras e salutares sobre o planeta. O Guia Slow Living Três Brasil é uma publicação do site reviewslowliving, resultado da articulação de marcas e iniciativas independentes que promovem o bem-estar coletivo e sua interação com o mundo em prol de uma economia mais justa e colaborativa. Uma experiência motivadora da qual a o3L arquitetura é parceira e entusiasta.

 

Portal Lugar Certo – Jornal Estado de Minas

Ao longo de cinco anos, atuamos como colunistas colaboradores no site do portal Lugar Certo do Jornal Estado de Minas. Os conteúdos abarcaram temas diversos relacionados ao patrimônio cultural e meio ambiente e ainda podem ser acessados através do link:

 

https://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/colunas/o3l-arquitetura/2015/04/14/interna_o3larquitetura,48717/estudo-previo-de-impacto-cultural-e-relatorio-de-impacto-do-patrimonio.shtml